Conteúdo relevante como ferramenta para atrair e reter clientes

Por Vera Santiago em 22-03-2016 11:00

Muito se tem falado sobre “marketing de conteúdo”, “conteúdo relevante” ou “gestão de conteúdo”. Efetivamente, qualquer estratégia de comunicação, marketing ou vendas, para ser bem sucedida, tem que estar centrada na mensagem que queremos transmitir aos clientes para que ele se sinta representado pela sua marca ou produto. Todos sabemos que na era da conectividade, o consumidor tem inúmeros canais disponíveis para buscar uma resposta ou solução para suas dúvidas e problemas, o que lhe garante o poder de escolha e de influência.

marketing de conteúdo

Esta nova lógica da internet tem ocasionado mudanças no comportamento de compra dos consumidores e obriga as empresas a ter um novo olhar para tornar suas práticas de marketing, vendas e comunicação cada vez mais integradas e efetivas na arte de atrair e reter clientes. Pretendemos neste artigo, apresentar algumas recomendações para sua empresa levar em conta nas suas próximas ofertas de conteúdo. 

Mas antes das orientações, vale lembrar que dentro do ambiente digital, a metodologia do Inbound Marketing é aquela que mais valoriza a questão do Conteúdo Relevante para alavancar os resultados de vendas das empresas. O conteúdo certo, no local e horário certo para o cliente ideal é o que se denomina Contexto. Conteúdo e Contexto são os pilares do Inbound Marketing. Num universo em que todos queremos encontrar respostas rápidas e efetivas para nossos problemas, a vantagem é daquele que melhor e mais prontamente atender as nossas necessidades.

Portanto, o objetivo da Estratégia de Conteúdo de sua empresa é ser percebida e reconhecida como uma fonte confiável. Isto vale para cada etapa da jornada de compra do cliente, a saber conhecimento, consideração e decisão.

Então, pronto para ofertar um conteúdo impressionante nos canais digitais de forma a acompanhar os clientes em toda sua jornada de compra, convertendo desconhecidos em leads para o seu site, ajudando-os na identificação e solução dos problemas, atraindo-os para comprar o seu produto e transformando-os em promotores da sua marca? 

Crie sua Estratégia de Conteúdo

Vamos lá! O primeiro passo é traçar sua Estratégia de Conteúdo respondendo às duas perguntas principais: qual público pretendo atingir e em qual das etapas da jornada de compra listadas acima?

Para o primeiro questionamento utilize as buyer personas (faça o download de nosso ebook sobre Buyer personas). O que elas querem, quais são suas aflições e expectativas? Em seguida, estabeleça quais conteúdos vai ofertar para cada etapa da jornada de compra lembrando que no estágio de “conhecimento” e “consideração” sua marca ou empresa não deve ser mencionada. Dentro da estratégia do Inbound, esta menção deve ser contemplada na etapa de “decisão”, quando o cliente já foi devidamente orientado e encaminhado para seu produto ou solução.

Dentro do Planejamento, procure abranger todas as etapas da jornada de compra da buyer persona, bem como a periodicidade das ofertas (quanto maior o número de ofertas de conteúdo, melhor), o formato delas (e-books, landing pages, blog posts,webinários, vídeos, slide share, whitepapers etc), e os canais de distribuição (mídias sociais, e-mails marketing, site etc).

Leve o tempo que precisar no processo de produção de conteúdo, faça pesquisas, mencione outras fontes de conhecimento, enfim, mostre que realmente sua empresa conhece a fundo o tema em questão. Seja reconhecido pela sua contribuição ara os desafios que ele enfrenta. E também invista tempo necessário para a distribuição e promoção do Conteúdo. Lembre-se que por melhor que seja esta oferta, sem a divulgação correta e sem alavancar as ferramentas de SEO, você não será encontrado.  E aí, o pior dos mundos: todo seu esforço e recursos na geração de Conteúdo poderá redundar em nada!

Agora que sua empresa planejou e colocou em prática suas ofertas de conteúdo para atrair, converter e fidelizar clientes, vale a pena reforçar a etapa de “encantamento” do cliente. A fidelização é determinada pelo seu potencial de engajamento. Afinal, por que um cliente recomendaria espontaneamente seu serviço ou produto? Muito provavelmente, porque ele confia em sua marca, alicerçado em experiências e em um relacionamento bem-sucedido. 

Quer saber como definir o perfil de cliente ideal para seu negócio? Baixe agora nosso e-book:

Ebook 6 métricas de marketing que realmente importam

Assuntos: buyer persona