Campanhas de Relacionamento na era da Comunicação Corporativa: uma forma eficaz de aproximar os clientes de seus stakeholders

Por Marcelo Domingues em 18-05-2016 15:45

Em um mundo globalizado, conectado, em que as pessoas se comunicam cada vez mais utilizando dispositivos, aplicativos e redes sociais, independente da distância, a palavra da vez é digital. No planeta, são trocados mais de 200 milhões de e-mails por minuto (dado de 2014) e, apenas no Brasil, existem cerca de 260 milhões de linhas de celular, número registrado ao final de 2015. Por isso, é fato que estratégias nesse sentido devem ser pensadas a todo momento pelas empresas para seus clientes e, de forma mais específica, pelas agências de comunicação corporativa.Além dos canais tradicionais que as agências podem oferecer a seus clientes como formas efetivas de se comunicar e se aproximar de seus públicos-alvo – como assessoria de imprensa, publicações, eventos, etc., as campanhas de relacionamento são uma estratégia bem efetiva para se atingir tais objetivos com sucesso. Além da vantagem de poderem ser desenvolvidas e executadas por períodos específicos (mensal, trimestral, semestral ou anual), e quase que inteiramente no ambiente online – por meio de ferramentas, websites, pesquisas, e-mails, quizzes - representando economia de custos e tempo para a companhia, principalmente as com abrangência nacional.

dreamstime_m_27645329.jpg

Não importa o tipo de organização ou segmento em que ela atue, os programas de fidelização de clientes, parceiros ou fornecedores (entre as várias possibilidades de stakeholders), devem servir para motivar, integrar e capacitar os participantes, por meio de ações diferenciadas, de preferência organizadas por etapas definidas e com regras estabelecidas. E, ao final, quase sempre, gerar negócios – o chamado lead.

Um ponto importante aqui, é que todas as ações devem ter como ponto central uma mensagem estratégica, dirigida e padronizada, não só sobre a empresa, mas também sobre seus projetos, ações e diferenciais. Lembre-se: qualquer participante de uma ação deve reconhecer vantagem e relevância naquela ação. Sem isso, o esforço se torna vazio e não traz os resultados esperados. Isso deve ser observado pela agência de comunicação responsável desde o início de seu desenvolvimento.

Público-alvo: o centro da questão

Mas, antes de se desenvolver a estratégia, as ações e demais componentes de uma campanha de relacionamento, é preciso definir o elemento central da questão: os públicos-alvo. Para quem eu quero desenvolver essa campanha? Quem são as pessoas que mais me interessam? Por que eu preciso me comunicar com eles? De que forma? Qual meio e quais canais eles mais usam? Que mensagem é mais efetiva para eu obter os resultados que a minha empresa ou meus superiores esperam?

Essas são apenas algumas das questões que devem ser pensadas antes de se iniciar a campanha em si e suas ações. Pois, a definição correta dos targets pode representar o fator determinante entre o seu sucesso e a frustração. E, muitas vezes, o investimento acaba não tendo retorno por conta de um passo errado no início do processo.

A ADS Comunicação Corporativa é uma agência que possui mais de 15 anos de experiência no planejamento, desenvolvimento e execução de campanhas de relacionamento e programas de fidelização efetivos para clientes nas áreas de TI, urbanismo e agribusiness, sempre com altos índices de participação e conversão.

Para ajudá-lo a identificar o público-alvo (ou buyer personas) apropriado para a sua campanha de relacionamento ou outras ações de Marketing e Vendas, preparamos o e-book Como definir o perfil de cliente ideal para o seu negócio”! Com ele, ficará mais fácil definir quem são os perfis de interesse da empresa para cada ação.

Vale lembrar que, para cada um deles, existem canais diferentes de contato e mensagens específicas, a fim de aumentar o interesse e a conversão da base de contatos. Uma empresa de varejo, por exemplo, pode focar em ofertas e produtos por e-mail ou celular para seus consumidores, mas em eventos presenciais para seus parceiros, por exemplo. Entender a necessidade de cada público é essencial para o sucesso.

E, por fim, o contato não se encerra no processo de cadastro do participante, ou ao final de uma etapa. Pelo contrário, deve ser alimentado permanentemente, sempre com foco estratégico. Quanto mais duradouro for esse relacionamento, melhor.

As dicas abaixo ajudarão você e a sua empresa a elaborar uma campanha de relacionamento mais consistente. A ADS pode, também, apoiá-lo nessa jornada.

Algumas dicas de como tornar a campanha de relacionamento mais efetiva:

Crie uma identidade visual – a uniformidade nas comunicações online e offline ajudará os públicos-alvo e os participantes a identificarem de forma mais rápida a mensagem e, consequentemente, aumentará a adesão ao longo do programa;

Use uma comunicação dirigida – seja por e-mail, revistas, portal, newsletters ou redes sociais, é imprescindível levar mensagens dirigidas e relevantes a cada público, alinhadas à estratégia de negócio. Dessa forma, fica mais fácil manter o alto interesse e abertura das comunicações. Este é um dos principais desafios das agências de comunicação no trabalho conjunto com o cliente.

Estabeleça prazos e etapas – programas de fidelização de clientes geralmente atraem mais interesse se o participante sabe a duração de cada etapa, fase ou pontuação necessária para atingir o objetivo. Sem isso, ou se ficar muito difícil alcançá-lo, pode-se perder o interesse no meio do caminho. Por outro lado, se o regulamento estabelece um cronograma de ações e contatos, cumpra o fluxo à risca. O Regulamento e a Mecânica das Atividades servem para deixar todos a par.

Tenha a base de contatos à mão – um dos pontos mais importantes relacionados ao levantamento do público-alvo. Uma base de contatos unificada, atualizada e fidedigna amplia as chances de que mais pessoas participem. Seja a partir do sistema interno da empresa, SAP, ou bases de cada departamento em Excel, a higienização é um passo importante.

Aproveite as vantagens da ferramenta de CRM – ao funcionar como um módulo gerencial de todo o projeto, o CRM faz o acompanhamento completo do programa de fidelização, tanto em relação a cadastros e pontos, como aos dados de acesso às comunicações por e-mail e portal. A extração dos dados ajuda na comprovação dos resultados.

Ofereça prêmios atrativos – programas de fidelização são caracterizados por muitos prêmios. Esse é um dos principais chamarizes para quem participa. Itens como eletrônicos, viagens nacionais e internacionais e experiências sempre estão no topo da lista. Premiações para várias pessoas (até o 10º colocado, ou os 30 primeiros, por exemplo), são bem-vindas.

Crie métricas de avaliação – ao final, o cliente sempre irá querer os resultados. Por isso, o uso de métricas para medir o quanto as suas ações estão sendo bem-sucedidas é importante. Além do mais, servem para definir estratégias futuras e assuntos de interesse. Entre elas estão: total de cadastrados, total de pontuados, e-mails enviados, acessos ao portal, downloads, e-mails recebidos, aberturas e aberturas únicas (individuais), cliques e cliques únicos, entre outros. Também indicava a quantidade de opt-outs (contatos que solicitaram interrupção no recebimento) e reports por spam.

Faça Pesquisas de Avaliação – são opções interessantes para avaliar como a campanha está indo e, se necessário, permite a realização de ajustes. Geralmente, com poucas perguntas e oferecendo alguma recompensa (brinde, pontos), serve como um bom termômetro.

Clique e acesse o e-book “Como definir o perfil de cliente ideal para o seu negócio”

Ebook 6 métricas de marketing que realmente importam

O assunto te interessa? Entre em contato com a ADS Comunicação Corporativa e saiba como podemos ajudá-lo a planejar a sua campanha de relacionamento e outras estratégias de comunicação:

Relações com a mídia / Assessoria de imprensa

Eventos corporativos

Prevenção e gerenciamento de crise

Publicações

Mídias Sociais

Assuntos: comunicação corporativa