Converter clientes em promotores da sua marca exige interação

Por Aline Cabral em 02-02-2016 11:49

Ao longo dos anos e da extensa evolução no campo tecnológico, empresas de todo mundo se viram obrigadas a mudar a forma de se comunicar e interagir com seus clientes. Tamanha foi a mudança, que a busca por alternativas eficazes de relacionamentos e tratativas passou a ser parte fundamental para desenvolver um plano de marketing forte, produtivo e que aproxime o cliente da marca escolhida.

O que vimos até tempos atrás foi imperar a cultura do marketing de massa, metaforicamente “mais do mesmo”, o que já não atrai a atenção dos potenciais consumidores. Para estar à frente, é necessário que se olhe além dos meios já conhecidos.

Em Purple Cow: Transform Your Business by Being Remarkable - livro publicado por Seth Godin, fundador e CEO de uma das primeiras empresas de marketing digital, o autor abordou os paradigmas estabelecidos ao longo do tempo e alertou que a única saída para gerar resultados positivos e deixar de fazer parte do ‘rebanho’, é ‘ser marcante’. Ressalta para a importância que têm as redes sociais por se tratar de um espaço aberto, livre e também por ser um meio de comunicação barato e efetivo.

Social_Selling.jpeg

Godin alerta para a transformação radical no perfil dos consumidores e para a infinidade de opções (concorrentes) disponíveis no mercado. Embora sejam muitas as possibilidades, as pessoas estão sem tempo para pesquisarem e analisarem as melhores oportunidades, e é aí que está! Como despertar a curiosidade e mostrar que a sua marca é a melhor? Como direcionar conteúdo e converter clientes em promotores da sua marca? Como engajar clientes em nossas campanhas?

A nova proposta do marketing é ir de encontro à modernidade e sugerir uma nova forma de criação e direcionamento ao consumidor final. Com o objetivo de engajar clientes algumas estratégias podem levar sua campanha ao êxito:

  • Promover campanha interativa, que possibilite a disseminação de uma imagem positiva;
  • Desenvolver o conteúdo visando o engajamento dos usuários nas redes sociais. Comentários, likes ecompartilhamentos;
  • Criar uma relação próxima e de gratidão com o potencial cliente;
  • Divulgação de ação que cria movimento em prol de uma causa nobre.

Segundo Pesquisa de Mídia Brasileira 2015, realizada pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, o brasileiro passa mais tempo explorando o universo virtual, do que assistindo televisão – ainda considerado maior meio de comunicação do país. Por isso é necessário rever o conceito e explorar o vasto espaço disponível na web. Esqueça os anúncios. É hora de criar e tornar clientes promotores da sua marca!


Em 2014 a Cardstore, grande empresa norte-americana de confecção e envio de cartões personalizados, inovou com a campanha “World’s Thougest job” e produziu vídeo mostrando a reação das pessoas durante falsa entrevista para se candidatarem ao emprego mais difícil do mundo. Para preencher a vaga era necessário aceitar trabalhar 24 horas por dia, sete dias por semana, sem período de descanso e alimentação, proibido tirar férias, folgar nos feriados, sequer trabalhar sentado era permitido, tudo isso sem salário.

Ao final os candidatos ficavam sabendo que na verdade a vaga oferecida tratava-se do tempo e esforço que as mães dedicam a seus filhos, sem ganharem nada em troca. O vídeo publicado na página oficial da empresa no Youtube, já ultrapassou 25 milhões de visualizações.

No mesmo ano da campanha da Cardstore, virou febre no mundo todo internautas postarem vídeos utilizando baldes para jogarem água gelada na própria cabeça. Na verdade, tudo era iniciativa da Associação Americana de ALS (em português, ELA - Esclerose Lateral Amiotrófica). 

A proposta foi oferecer duas opções às pessoas que quisessem participar da ação. Uma era a doação em dinheiro para auxiliar as vítimas da ELA, a outra era gravar um vídeo jogando um balde de gelo na cabeça e divulgar nas redes sociais com a hashtag #ALSIceBucketChallenge (#DesafioDoBaldeDeGelo). A prática é uma das maneiras de amenizar as dores causadas pela doença.

A arrecadação passou a marca de 40 milhões de dólares, enquanto em 2013 foram 2 milhões de dólares em doações. A campanha ganhou adeptos em todas as partes do mundo e figuras importantes não ficaram de fora. O fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, Bill Gates, Tim Cook, CEO da Apple, e Gisele Bündchen publicaram vídeos.

Quer saber como aumentar vendas em tempo de crise? Garanta agora mesmo o download de nosso guia!

Como aumentar vendas na crise

Assuntos: como engajar clientes, como converter clientes em promotores da sua marca